Diário de justressedout

Queimando pontes

Domingo, 07 de Julho de 2019.

Queimando pontes Público
Já se sentiu como se tivesse chegado no ponto mais baixo de sua vida? Eu sim, nesse momento. É irônico, porque estou onde supostamente devia ser o ponto mais alto. No entanto, aqui estou, matriculado num curso de Engenharia Química (que gosto e me identifico) na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), escrevendo diretamente da moradia estudantil às 5h da manhã num domingo. Entramos de férias, mas preferi não ir pra casa e minha família entendeu. Eu camuflei bem os meus motivos. A verdade é que eu só queria mesmo ficar sozinho, a digerir toda essa bagunça, em contato comigo mesmo e estudando pra sair daqui. Eu cheguei aqui ano passado e não consegui me enturmar, falhei nas disciplinas e estou com prazo de validade pra perder o direito à moradia, por escolha própria, pois optei por não renovar. Fiz isso porque não quero continuar aqui, fingindo que está tudo bem, quando não está. Eu ouvi uma história de um general que tinha sob o seu comando um exército hesitante, com medo. O que o general fez foi atravessar a ponte da zona de guerra em sentido de avanço com seu exército e queimou a ponte. A única ponte que possibilitaria o recuo da tropa. Uma vez anulada essa opção, não haveria outra alternativa a não ser enfrentar o exército rival. Com isso, só restou darem tudo de si. É o que fiz. Não renovei a bolsa, pois não quero ter rota de fuga. Não quero continuar aqui insatisfeito, logo coloquei-me em uma posição de ou avançar ou perder tudo.
Atualmente não tenho tido contato com meus antigos amigos do ensino médio e eles tampouco se esforçam pra manter contato. Gradativamente me vejo mais sozinho e involuntariamente o medo de estar me afogando sem que eu possa me dar conta se apodera. O que tenho em mente é dedicar-me o restante desse ano a fazer aquilo que fiz quando eu estava no terceiro ano do ensino médio: estudar pro ENEM. E vou me agarrar a isso com o propósito de ir pra UFBA (Federal da Bahia), Campus Salvador. Vou continuar no mesmo curso, caso eu passe e, Deus, eu tenho que passar. Não tenho outra opção. Vou me dedicar pra isso. Se as coisas vão ser melhor por lá? Não sei. Pode ser que não. Mas tenho que tentar. E pelo menos entrarei lá com mais maturidade, evitando os erros que aqui cometi.
É uma sensação conflituosa. Sem amigos. Sem perspectiva sólida de futuro. E ver que tudo o que almejei, tudo o que busquei, está se desintegrando bem a minha frente. As coisas simplesmente não deram nada certo aqui. Temo que o fator limitante seja o meu próprio ser. Mas preciso tentar um recomeço.
Vou passar essas férias sozinho. Como estou de fato. Minha família sabe das minhas intenções em ir pra lá, mas não os contei o motivo real. E tá tudo bem, desde que eu passe. Se eu não passar... Não me restará nada. Nem sequer a única coisa que tenho agora: perspectiva. E conheço minha família. Eles não me entenderiam. Não entederiam o porquê de eu não insistir aqui. Não quero voltar pra minha cidade, que fica a uma hora daqui, onde me sinto mais solitário do que esse período de férias em que estarei sozinho na moradia, sem ninguém, fazendo minha própria comida, lavando minhas roupas, estudando e entrando em contato com meu ser.
Dói ver que estou aqui, sob esse contexto. Mas preciso me apegar a única coisa que ainda tenho.


  [Voltar]  


Comentários

Comentários (3)




Para fazer comentários, realize o login.





Segunda-feira, 22 de Julho de 2019 às 07:10
Aproveite esse tempo para refletir sobre sua vida, talvez tenha deixado passar algo, tente encontrar a raiz disso tudo; e boa sorte com os estudos. Estou estudando para o Enem, e desejo que você melhore :)

(
0
)
(
0
)

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019 às 07:08
Já passei por coisas parecidas, e posso te dizer que tudo passa; ás vezes demora mais, outras menos. Talvez precise de ajuda para colocar as peças do quebra cabeças no lugar, mais não vai ser eterno como parece agora.

(
0
)
(
0
)

Terça-feira, 16 de Julho de 2019 às 11:15
as vezes a vida nos pede esse tempo de estar sozinha e refletir mais sobre a vida

(
0
)
(
0
)

 

Últimos Acessos


 

Destaque

    Twitter Facebook Orkut